Material digitalizado

Entre 1993 e 1998 estudei Desenho Industrial na Universidade Federal de Santa Maria. Foram anos bons, um tempo que guardo com muito carinho.

Foi um tempo legal, bem na transição do analógico para o digital, o mercado abrindo. Para se ter uma ideia, não existiam editoras voltadas para o design no Brasil. A 2AB lançou seus primeiros livros em 97, comprei quase todos no P&D design de 1998 e muitos foram autografados!

Não existia Amazon, nem Web comercial. Queria livros? Bibliotecas com livros, muito muito antigos. Um ou dois títulos de cada coisa. Contei um pouco das nossas aventuras para comprar livros num post anterior.

Então, qualquer informação nova, fresca que chegasse era ouro. Então um dia uma das nossas colegas voltou de um estagio em Sampa com um material da Abril – pequenos fasciculos chamados de Carta do Editor de 92 a 94. Corremos para o xerox copiar e o xerox era tão bom que alguns ficaram tortos.

O tempo passou e esses xerox foram encadernados com outros materiais, desencadernados, emprestados, viraram material das aulas na Feevale e…ao abrir uma pasta com o material que havia trazido do ministério, reencontrados.

Mas a situação deles era tão ruim que decidi digitaliza-los.
Mas o conteúdo é ainda tão bom, e tão válido, que resolvi compartilhá-los.
De bonus vai a sobra de um livro que sumiu com medidas de papel, envelopes e outars curiosidades gráficas (em inglês).

A fotografia nas revistas

infografia - A nova arma da notícia

Como anda o visual das nossas revistas

Tipos: O leitor quer clareza

Informações uteis (em ingles)

PS: Peço desculpa a todos mas não encontrei uma forma de fazer OCR com o meu scanner – Epson XP214. Se alguém souber de uma solução livre me avise.